fbpx

Repetições

Um dos grandes temas que aparecem na prática clínica são as repetições. Todos vivenciamos este processo. Algo que se repete incessantemente.

Mudam as pessoas, as situações e o contexto, porém, lá está ela – a repetição.

Freud diz que nós repetimos para não lembrarmos, ou na melhor das hipóteses, repetimos até lembrarmos.

Ou seja, muitas vezes a repetição é justamente para não avançarmos, olharmos para aquilo que está ali, presente e querendo se expressar. Em outras, é uma forma de evitarmos, afastarmos ou negarmos a verdadeira origem de determinado sintoma.

Na psicanálise, consideramos que onde houver repetição, ali existe um conteúdo para ser trabalhado. O mais interessante, é que- na grande maioria das vezes- aquele que está em meio ao processo, não consegue perceber-se repetindo (até como defesa para não se perceber este conteúdo).

O psicanalista, com o transcorrer das sessões percebe claramente quando existem situações/pensamentos/discursos que se repetem. E são justamente estes que são problematizados na análise, pois são “sinais” de expressão do inconsciente.

A repetição é uma das maneiras que o inconsciente encontrou para se comunicar.

Preste atenção naquilo que se repete em sua vida. Enquanto não for acolhido, escutado e analisado, seguirá se expressando – e na grande maioria das vezes, gerando grande sofrimento.

Fabricio Tavares- Psicanalista
Instagram e facebook: @fabriciotavarespsicanalista
(41) 999201774

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *