fbpx

O que faz a psicanálise?

A psicanálise tenta enxergar o que é dito e não… O que se fala além das palavras, da intenção, do que se mostra…

A clínica da memória é a clínica da experiência subjetiva e da mudança interna ao desejo e ao acontecimento.
O que acontece tem consequências, mas mesmo assim, não é tudo o que acontece.
Às vezes os não ouvidos, os vencidos, derrotados, os abafados, não são figuras patéticas, são figuras íntimas, não acolhidas e esquecidas de cada um. E estão no passado para a conferência do presente… E estão aqui, no presente, ignorados, mas reais…
O retorno do reprimido deve ser tomado em sua condição para que o passado tenha seu tempo e não seja apenas um peso morto a carregar.
A palavra cura, organiza, dissolve, dá um novo sentido ao sentido na sua construção.
Tenta também entender os bastidores do discurso, a interpretação da alma, a penumbra da dor e suas entrelinhas…
Num passado presente, persistente por ignorado… No outro lado do discurso, no avesso, no reprimido, na fumaça do sintoma oculto detrás do muro, no mudo não manifesto, na pergunta que sabe a resposta indigesta…
Do que carregamos sem que muitas vezes vejamos, saibamos, como aquilo que aparentemente perdemos e que continua na nossa mão, testa e coração; distraidamente, e não…
O presente não é imóvel, ele carrega memória e ausências, um passado vivo e inconsciente cheio de sonhos e desejos.
E que precisa ser ouvido e validado para finalmente ser acolhido e reconhecido…

Já que como apontou Freud: todo achado é na verdade, um reencontro.

Gabriel Gómez – Psicanalista
Instagram: @gabrielgomez_oficial
Whatsapp: (47) 99907-7700

Um comentário

  1. Ryath

    Muito integrante, os psicanalistas estudam para ver o que o cliente não fala, não o que ele fala.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *