fbpx

Fale sobre a tristeza

Quando a tristeza surge, estamos ganhando uma incrível oportunidade de cicatrizar as feridas do passado. Temos a chance de experimentar o próprio tecido da nossa história.

Talvez você tenha acordado hoje pela manha e, sem qualquer motivo aparente, se sentiu triste.

Sua tendência natural seria ficar tenso diante disso.

Porém, o processo pode ser diferente.

O que aconteceria se permitisse sentí-la?

E se você deixasse ela lhe causar um impacto?

Entenda, sua tristeza não o torna menos humano – pelo contrário: torna-o ainda mais humano.

Vivo.

Aberto.

Perceba: a tristeza não vai matar você. Na verdade, irá conectá-lo – à história dos outros e, principalmente, à sua própria história.

Então… permita. Acolha. Sinta. Fale sobre ela.

Deixe que a tristeza toque você. E quando ela tocá-lo, receba-a com suavidade. Com autenticidade. 

Fabricio Tavares – Psicanalista
Instagram e facebook: @fabriciotavarespsicanalista
(41) 999201774

Um comentário

  1. Mauro Leira

    A tristeza e uma companheira que te deixa sozinho; redefine a solidao. A tristeza e algo que te convence de atitudes a serem tomadas, mesmo quando seu coracao nao quer chegar a tanto. A tristeza pode, tambem, te empurrar a procura do divino; a tristeza te faz visitar experiencias traduzidas por dor fisica, noites em claro, faz brotar raiva, sela com arrependimento.
    A tristeza e como um mergulho a um fundo-do-mar visivel; mas ao chegar a esse fundo, ela te mostra uma fossa, um buraco negro, mais fundo, onde a luz desiste de entrar, e te convida a mergulhar.
    Mas, a tristeza traz algo que ela nunca quis trazer: voce mesmo. De frente a voce, sem ninguem por perto, somente voces dois – e como a tristeza tenta evitar esse encontro! Uma vez que voce se (re) encontra, uma vontade imensa te faz querer desenvolver essa amizade … essa companhia de muito tempo, adormecida, mas agora presente.
    Entao, decisoes sao tomadas, caminhos partidos, e o sub-produto de seu encontro consigo mesmo? a liberdade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *